Barbara Mendes lança ‘Orgânico’ no Rio de janeiro

A cantora mineira de criação carioca Barbara Mendes sobe ao palco do Teatro XP Investimentos (Leblon), no dia 18 de junho (terça) às 21h, para lançar seu novo álbum, ‘Orgânico’. O disco, o mais universal de Barbara, mostra o mundo interior que divide com o parceiro de vida, Tito Marcelo, compositor pernambucano cujo cancioneiro ganha a devida dimensão na voz da artista.

O Show de lançamento de Orgânico é uma manifestação do amadurecimento artístico de Barbara Mendes. E ela se entregou à tarefa de imaginar um espetáculo que representasse um recomeço, fazendo o que quer e como gosta. Revelando a memória de anos da estrada em que atravessou bares nova-iorquinos, os palcos das raves eletrônicas europeias e os templos de jazz do Oriente distante. Orgânico é um espetáculo que reúne o novo e o antigo, Transborda o sentimento memorizado nas canções de infância e adolescência, sobre as informações contemporâneas.

É uma comemoração de vontades realizadas, um aceno sutil de agradecimento às influências que conduziram o seu caminho e um vigoroso “E aí, tudo bem? Sou Barbara Mendes e agora estou assim.”

Um pouco de história

Barbara é cidadã do mundo. Poucas cantoras brasileiras têm o currículo internacional de Barbara, que aprimorou o natural dom vocal em escola de canto de Nova York (EUA) antes de rodar o mundo com apresentações em festivais e em casas de shows onde cantou jazz, blues, pop e a música brasileira que apreendeu desde que o samba é samba. Não foi por acaso que Roberto Menescal a convidou para ser a solista vocal de ainda inédito disco feito para o exterior pelo papa da Bossa Nova e previsto para ser lançado neste ano de 2019 por selo espanhol com versões em inglês de músicas do compositor de O Barquinho (1961).

Porém, foi no próprio quintal que Barbara Mendes colheu os frutos de uma obra que já vem sendo semeada há quase 10 anos por Tito Marcelo, cantautor nascido no Recife e criado musicalmente em Brasília (DF). Ele tem dando voz à própria obra ao longo desse tempo em discografia que já contabiliza três álbuns.

Mas é ‘Orgânico’ que dá a forma mais bem-acabada ao cancioneiro do compositor porque, no disco, há a voz afinada e inteligente de Barbara Mendes, hábil para desbravar os complexos caminhos harmônicos das músicas.

‘Orgânico’ sucede ‘Nada pra depois’ (2009) na discografia nacional da cantora, cuja obra fonográfica inclui vários álbuns gravados e lançados somente no exterior.

Em ‘Orgânico’, o canto de Barbara soa liberto de convenções e amarras do mercado comum da música. Ao encontrar a própria voz na interpretação do cancioneiro de Tito Marcelo, Barbara Mendes canta música brasileira contemporânea como uma cantora do mundo, cidadã consciente de escolhas seguras.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *