Não tinha Paquita negra, só loira, relembra Adriana Bombom

De babá e empregada doméstica para dançarina e assistente de palco de Xuxa no fim dos anos 1990. Assim resume Adriana Bombom sobre sua fama durante o programa Luciana By Nightdesta terça-feira, 13, na Rede TV!.

“Comecei a fazer um trabalho de figurante quando trabalhava em uma loja de um shopping. Numa dessas, me convidaram na academia para completar o quadro. O cachê era R$ 50. A Marlene (Mattos) viu meu desempenho e me convidou para trabalhar. Saí com o dinheiro, o autógrafo e o emprego”, relembra a artista.

A convite da diretora Marlene MattosAdriana Bombom participou como dançarina e assistente de palco dos programas Xuxa Hits, de 1996 a 1997, e Planeta Xuxa, de 1997 a 2002. “Não tinha paquita negra, eram todas loiras. Tinha sempre uma cobrança. Passava geração, mas nunca entrava uma negra. Fui ficando, me tornei a paquita única”, afirma Adriana, que se divertia muito com as ‘paquitas oficiais’.

Questionada se já sofreu ataque racista, ela declarou: “Quem não? Tudo magoa, a falta de oportunidade, o desmerecimento da sua cor, do seu cabelo, tudo é muito grave. Eu faço a louca, fico triste, mas passa”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *