Rodrigo Tardelli comenta o envolvimento dos fãs com “Dark Paradise”, próxima série da Ponto Ação

Que os fãs da Ponto Ação são exemplo de empenho e apoiam a produtora em todos os seus projetos, nós já sabemos. Mas, dessa vez, eles surpreenderam! Na última segunda-feira (29), os sócios Rodrigo Tardelli, Priscilla Pugliese e Natalie Smith se reuniram em uma live no canal da produtora para anunciarem o nome de seu próximo projeto após a quarentena, “Dark Paradise”.

A live recebeu o dobro de público das demais lives já feitas no canal. E não era de se esperar menos! Após o sucesso do mais recente projeto “The Stripper”, que apresentou conteúdo nível Netflix, o público passou a querer mais projetos realizados pela Ponto Ação. Ainda durante a live, a hashtag “DARK PARADISE NA PONTO AÇÃO” chegou a ficar em 12º nos Trending Topics Brasil no Twitter.

“Eu já imaginava alguma repercussão, porque a história já é bastante conhecida. Mas de alguma forma, sempre temos um receio, porque o público normalmente se apega muito ao projeto anterior, no nosso caso agora ‘The Stripper’, que também era uma história com bastante reconhecimento. Então fiquei sim muito surpreso com como os fãs abraçaram instantaneamente ‘Dark Paradise’, subindo hashtags e fazendo várias montagens nossas como personagens”, conta Rodrigo.

“Dark Paradise”, assim como os demais projetos da Ponto Ação, será uma adaptação de uma fanfic – histórias escritas por fãs – baseada no suposto relacionamento entre as cantoras Camila Cabello e Lauren Jauregui, ex integrantes do grupo Fifth Harmony. A história original foi escrita pelas autoras Gabriela Moura e Gabriela Rodrigues e a adaptação está sendo desenvolvida pela atriz e sócia da produtora, Priscilla Pugliese.

Na adaptação, a trama, inteiramente ficcional, fala sobre um Serial Killer que está agindo na cidade do Rio de Janeiro. A delegada Gabriela Cabello (Natalie Smith) é a responsável por achar o criminoso e puni-lo segundo a lei. Ao mesmo tempo, Gabriela encara mudanças em sua vida pessoal quando conhece Michelle Jauregui (Priscilla Pugliese) e se apaixona por ela. O que a delegada não imagina é que o criminoso, na verdade, a criminosa, está muito próxima. Michelle Jauregui acredita que faz o errado pelos motivos certos. Movida por traumas e experiências pessoais, a cantora e serial killer estabelece um padrão em que todas as suas vítimas são homens de caráter duvidoso. Mas, em meio ao seu plano, Jauregui encara um sentimento que nunca havia experimentado antes: o amor.

A nova websérie será algo muito diferente do que já foi feito na Ponto Ação anteriormente. Sendo uma produtora de audiovisual independente, os sócios terão que trabalhar dentro das limitações de orçamento para construírem o mundo de “Dark Paradise” na realidade. Ademais, o projeto passa a ser altamente visual e com estética única envolvendo uniformes policiais, cenários para cenas de crime, delegacias, etc.

Com a história sendo bastante conhecida por causa da fanfic, o público já possui uma ideia do que vem pela frente. Juntamente à hashtag que subiram no twitter, alguns fãs começaram a trabalhar instantaneamente para desenvolverem “manips” (montagens) de como seriam os atores como os personagens da trama e os cenários nas quais ela se passa. Uma dessas fãs, é Paloma Gunner, que desenvolveu diferentes artes e manips em um trabalho muito bem realizado.

“Há algum tempo, criamos um grupo com algumas fãs para compartilharmos fanfics e conversarmos sobre elas. Quando começamos a falar de ‘Dark Paradise’ nesse grupo, ainda sem nenhuma certeza de que seria o próximo projeto, imaginamos como seriam os personagens esteticamente, mas usando imagens da Lauren ainda no início do Fifth Harmony, por exemplo. Quando juntamos todos os indícios de que poderia ser essa a nova história que a Ponto Ação iria adaptar, o grupo passou a colocar a Priscilla, a Natalie e o Rodrigo nessa imagem que já tínhamos dos personagens. Eu ainda sou leiga em fazer manips, mas prontamente fui atrás para tentar trazer para realidade o que se passava na minha imaginação em relação à história. Descobri alguns aplicativos e, com ajuda das meninas no grupo, passei a desenvolver as manips. É muito trabalhoso e muito difícil de atingir um resultado legal, mas está sendo muito gratificante ver a Pri, o Ro e a Nati gostando tanto de algo que eu fiz, de um trabalho meu. São pessoas que eu admiro muito e que todo esse reconhecimento deles em relação a mim, me faz admirá-los ainda mais”, relata Paloma Gunner.

O trabalho dos fãs, em relação às manips, de projetos que ainda estão em fase de pré-produção, como “Dark Paradise”, sugere a produtora o que o público espera da produção. Apesar de já estarem nesse processo de adaptação e pré-produção há algum tempo e possuírem uma ideia de como será o universo da websérie, os fãs com suas artes têm ajudado no desenvolvimento visual do projeto.

“Com certeza essas manips nos ajudam a ter ideia do que os fãs imaginam da história, até mesmo detalhes que às vezes nós ainda não paramos para pensar. Por exemplo, na maior parte das montagens que fizeram comigo, eu estou repleto de tatuagens. Eu não tinha parado para pensar nisso ainda, mas agora é algo que eu vou ver se será possível trazer para série. Até porque, ainda estamos em processo de pré-produção e não sabemos quando de fato iremos começar a gravar, por causa do isolamento social, então temos muito tempo ainda para desenvolver, conversar, pensar e as artes que os fãs estão trazendo nos dão mais ideias e inspirações para chegarmos em um resultado final”, afirma Tardelli.

O projeto encontra-se, nesse momento, em pré-produção em fase de levantamento de verbas e busca por patrocínios. Para conseguirem atingir o objetivo de uma produção do tamanho de “Dark Paradise”, a Ponto Ação conta com a ajuda dos fãs e por isso criaram um financiamento coletivo onde todos podem ajudar para viabilizar a produção.

Para fazer sua contribuição e ajudar na produção da websérie, clique AQUI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *